Phill Spencer afirma que é desejo da Microsoft manter a série Call of Duty da plataforma da Sony

O chefe de jogos da Microsoft, Phill Spencer, confirmou seu desejo de manter Call of Duty nas plataformas PlayStation assim que a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft for concluída, até o final do primeiro semestre de 2022.

A especulação tem sido abundante desde o anúncio do acordo de US$ 70 bilhões no início desta semana sobre como a Microsoft tratará os lançamentos multiplataforma daqui para frente. No entanto, em um post no Twitter publicado na quinta-feira, Spencer afirmou que a Microsoft “valoriza nosso relacionamento” com a Sony e disse que era “nosso desejo manter Call of Duty no PlayStation”.

“Tive boas ligações esta semana com líderes da Sony”, escreveu ele . “Confirmei nossa intenção de honrar todos os acordos existentes após a aquisição da Activision Blizzard e nosso desejo de manter Call of Duty no PlayStation. A Sony é uma parte importante da nossa indústria e valorizamos nosso relacionamento.”

Não está claro se os planos da Microsoft cobrirão todos os lançamentos de Call of Duty ou apenas o título gratuito Warzone . A Activision Blizzard já disse que não tem intenção de remover jogos existentes  de outras plataformas depois de adquiridos.

No entanto, já existe alguma precedência para a Microsoft continuar lançando seus jogos em plataformas rivais além de uma aquisição. A empresa continua a publicar Minecraft no PlayStation e honrou acordos de exclusividade para Deathloop da Bethesda e o próximo Ghostwire Tokyo.

The Elder Scrolls Online também continua a ser suportado nas plataformas PlayStation. No entanto, a Microsoft  confirmou que  os grandes jogos futuros da Bethesda, como  Starfield , Redfall e  The Elder Scrolls 6, serão exclusivos para  Xbox  e  PC.

A série Call of Duty está regularmente entre os jogos mais populares do PlayStation. No ano passado, a série foi o primeiro (Vanguard) e o terceiro (Black Ops Cold War) jogos mais vendidos no PlayStation nos EUA.

Dois jogos de Call of Duty foram os mais vendidos nos EUA em 2021 -  NerdBunker

Ontem, a Sony respondeu pela primeira vez à proposta de aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft, e disse que espera que os jogos permaneçam multiplataforma devido a “acordos contratuais”. “Esperamos que a Microsoft cumpra os acordos contratuais e continue a garantir que os jogos da Activision sejam multiplataforma”, disse um porta-voz da Sony (via WSJ) na quinta-feira.

A Activision tem um acordo de exclusividade de conteúdo de longa data com a PlayStation para a série Call of Duty, e é a isso que a Sony pode estar se referindo em sua última declaração. Esses acordos provavelmente cobrem vários anos.

E aí, o que achou da decisão da Microsoft? Conte para a GAMER_na_real!

Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
O que achou desta notícia? Comente...x